sábado, 3 de noviembre de 2012

FERNANDO FERRETTI, SOBRE ESPAÑA


“Vendo o jogo ontem aqui entre Espanha x Iran,fiquei pensando como o brasileiro se "derrete" com as virtudes alheias e esquece dos seus proprios valores....o chamado complexo de vira-latas,caracteristica nossa,bem nossa.Vejo hoje,nas redes sociais muita gente cantando em prosa e verso,a forma de atacar espanhola.Antes de mais nada,quero dizer que vejo muitas qualidades na equipe espanhola, e que o adversario evoluiu muito da era Lozano para ca.

O chamado quatro em linha ou 4-0,criado pelo brasileiro Zego e seguido pelos espanhois,e uma forma de atacar que precisa sempre contar com a ingenuidade adversaria.Se sigo sempre meu homem,claro serei um convidado a "esta valsa".Agora ,se troco a marcacao,a coisa pode complicar.

4-0 esta concebido para contar com a marcacao seguindo o tempo todo,o ataque.Agora,imaginem o seguinte:Estou marcando,o meu toca e eu vou "pegar " o que recebeu - corro atras da bola e nao do homem ? Pronto,fecho passe por dentro da defesa e dificulto o passe longo,caracteristicas deste padrao.Como a maioria de nos todos copia e nao raciocina o que esta copiando,podemos ver que "a ultima maravilha do mundo" nao e assim esta brastemp.

Claro que nao e so ataque que vence jogo,defesa vence,bola parada vence,atleta com conhece o jogo (bagagem cognitiva) vence,estrutura fora da quadra vence,CT qualificada vence,preparacao emocional vence e estas qualidades nossos grandes adversarios,neste mundial, tem de sobra.Pense nisso

Em tempo:Nosso maior adversario agora tem um goleiro "normal" como todos os outros.Desde que "A Parede" Luis Amado se aposentou o futsal nao e mais o mesmo.Antes nos ,os adversarios jogavamos,jogavamos e nao faziamos o gol.Luis Amado realizava todos os milagres que a Espanha precisava e ficava sempre "viva" no jogo.Agora,qualquer um dos 3 que esta aqui jogar ,vai sentir o peso de substituir " a parede" .Ontem Juanjo acertou e falhou como qualquer grande goleiro.Aumentaram nossas chances e a de todos...quem viver vera.”

FERNANDO FERRETTI

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada